HOME
  A EMPRESA
  ÁREAS DE ATUAÇÃO
  NOTÍCIAS FISCAIS
  INDICADORES
  LINKS
  CONTATO
Últimas Notícias


RECEITA DE IMPOSTO SINDICAL CAI 80% NA ÁREA PATRONAL
Data da NF: 27/03/2018

Fonte: Valor Econômico. A reforma trabalhista já afeta profundamente as finanças das entidades sindicais, por causa do fim do imposto sindical obrigatório. As organizações patronais são as primeiras atingidas. Neste ano, tiveram uma redução de aproximadamente 80% na receita com essa rubrica, na comparação com 2017, considerando-se as maiores confederações, as federações setoriais e os 20 sindicatos empresariais que mais arrecadam.
Essas organizações receberam cerca de R$ 300 milhões em janeiro, todas contribuições voluntárias. No ano passado inteiro, o valor arrecadado somou R$ 1,4 bilhão. A comparação da receita do ano todo de 2017 com a de janeiro se justifica porque o imposto sindical patronal é recolhido em 31 de janeiro. Depois disso, eventuais entradas no caixa são consideradas residuais. Já o recolhimento-base das entidades de trabalhadores é em 31 de março.
O impacto é geral. Pequenos sindicatos e grandes confederações foram atingidos pelas novas regras introduzidas pela reforma trabalhista. Chama a atenção o enfraquecimento das receitas das federações estaduais de comércio e das indústrias, que são as maiores potências arrecadadoras entre as entidades patronais.
No encerramento de janeiro, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) recebeu apenas R$ 2,3 milhões de imposto sindical, em comparação com R$ 16,9 milhões no ano passado, uma queda de mais de 85%. Paulo Skaf, presidente da entidade, esperava receita zero e se surpreendeu com o montante. "Foi tudo completamente voluntário. Não pedimos um centavo", disse. Para reequilibrar as contas, a Fiesp ajustou contratos e reduziu custos - o imposto sindical representava 15% do orçamento.
Na Firjan, que reune os sindicatos das indústrias do Rio, a arrecadação caiu 82,5% e alcançou apenas R$ 1,2 milhão em janeiro.


Referência: Notícias Fiscais nº. 3775
Download
 
Copyright © 2008 / BornHallmann Auditores Associados
Avenida Cristiano Machado, 1648 - Cidade Nova, Belo Horizonte MG. Tel: (31) 3484 6266 / Fax: (031) 3484-6364